VILA VERDE -

VILA VERDE - -

Município realiza mais 7 largadas de insectos parasitas para eliminar a vespa das galhas do castanheiro

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Câmara Municipal de Vila Verde está em fase final de implementação do programa da luta biológica de combate à vespa das galhas do castanheiro através da concretização de um plano de largadas de insectos capazes de «eliminar esta praga».

No total e um pouco por todo o Concelho tiveram lugar mais sete largadas de insectos, mais concretamente nas freguesias de Marrancos, Moure, Soutelo, Valbom e Oriz.

Tendo em conta a «importância que a produção de castanha alcançou na economia das zonas rurais concelhias» e que o castanheiro tem um «papel de relevo na conservação dos sistemas agro-florestais», a Câmara Municipal de Vila Verde aderiu ao “BioVespa” e pretendeu «gerar uma forte mobilização de todos os interessados na luta biológica contra uma praga que, previsivelmente e nos próximos anos, se não for eficazmente travada, pode eliminar uma elevada percentagem de produção de castanha», pode ler-se em nota enviada.

PUBLICIDADE

LARGADA DOS PARASITÓIDES “TORYMUS SINENSIS”

Esta “luta biológica”, que acontece pelo terceiro ano consecutivo no Concelho e já cobre 90% do território, consiste na largada dos parasitóides “torymus sinensis”, insectos que se alimentam das larvas que se encontram nas árvores e que, assim, contribuem para o extermínio da vespa.

«Actualmente, já se fazem sentir no território concelhio os efeitos práticos deste programa alargado de luta biológica contra a vespa do castanheiro. Sendo já visível uma regeneração dos castanheiros e uma forte floração», refere o Município.

Na mesma nota, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, refere que o «método, já utilizado com sucesso em outros países do sul da Europa, como Espanha e Itália, é o que patenteia maiores níveis de eficácia no combate à vespa das galhas do castanheiro e o investimento que o Município de Vila Verde está a realizar enquadra-se num plano articulado de apoio à actividade agrícola, particularmente aos proprietários de soutos e ao número crescente de famílias Vilaverdenses que têm na produção de castanha uma importante fonte de subsistência».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS