VILA VERDE - Namorar Portugal já tem linha de brinquedos em tecido e artigos de apoio ao bebé

VILA VERDE -
Namorar Portugal já tem linha de brinquedos em tecido e artigos de apoio ao bebé

«Para os bebés mas também para as mamãs». Foi assim que Rosa Simões, promotora da nova “Linha de Brinquedos em Tecido”, da marca Namorar Portugal, apresentou os produtos destinados à 1ªinfância.

Brinquedos e jogos para vários gostos e artigos para auxílio das mães aos filhos (bebés), são parte dos produtos da nova linha que este ano se estreia na marca, prometendo ser «bem úteis para responder a estas dificuldades interpostas na 1ªinfância».

O Espaço Namorar Portugal acolheu, esta tarde, a apresentação da nova “Linha de Brinquedos em Tecido”, da promotora Rosa Simões, que esclareceu a enorme variedade de brinquedos que a compõem.

PUBLICIDADE

«São diversos brinquedos desde ursos, girafas, elefantes, sardinhas – que podem servir para decoração mas também para brincar – bonecas com duas “faces”, para se poder contar as histórias tradicionais com várias personagens, como o capuchinho vermelho e o lobo mau», contou a promotora.

«Para além dos brinquedos temos ainda um suporte para a chupeta, a babete, entre outros», disse Rosa Simões.

«PARA OS BEBÉS E PARA AS MAMÃS»

A nova linha possui também outros adereços que não se destinam somente aos “pequenos rebentos”.

«É uma linha de produtos para os bebés mas também para as mamãs. Um porta documentos, para colocar os documentos e o boletim de vacinas, uma chávena em pano, para guardar os cremes e os produtos necessários ao bebé e um porta fraldas/toalhetes, são alguns exemplos», concluiu Rosa Simões.

«45 NOVOS PRODUTOS»

A Vereadora do Cultura do Município de Vila Verde, Júlia Fernandes, lembrou, no decorrer da apresentação, que esta linha «é uma das novas parcerias da marca. Das 70 existentes, 45 são novas, adaptadas à exigência do mercado e dos compradores», acrescentando que «esta linha de brinquedos para a 1ªinfância era uma área que ainda não estava coberta, daí a sua importância».