JUSTIÇA

JUSTIÇA -

Névoa recorre ao Supremo para exigir pagamento à Câmara de Lisboa

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O grupo Bragaparques, detido pelo empresário Domingos Névoa, recorreu para o Supremo Tribunal Administrativo da anulação do pagamento de uma indemnização, no valor de 239 milhões de euros, que pede à Câmara de Lisboa.

Tal como noticiámos, o Tribunal Central Administrativo do Sul anulou a decisão da primeira instância que condenava a autarquia lisboeta ao pagamento de uma indemnização ao empresário, por causa dos negócios dos terrenos do Parque Mayer.

PUBLICIDADE

No dia 11 de Março, a Câmara de Lisboa anunciou que o tribunal tinha anulado a indemnização e que não haveria direito a recurso.

Entendimento diferente tem o empresário, que garante que não vai abdicar de receber os 239 milhões de euros.

Em declarações ao JN, Domingos Névoa disse que a Bragaparques «não vai desistir de ser ressarcida», já que «foi o Município que alterou e anulou os negócios que livremente celebrou com a empresa há mais de 20 anos».

«Nós investimos e a Câmara desrespeitou compromissos», afirmou.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS