VILA VERDE –
Noite quente, “regada” com cerveja artesanal fresca e rock abriram em grande “Letra Harvest Fest’19”

Uma noite quente, refrescada pela melhor cerveja artesanal e acompanhada com música, num espaço funcional e acolhedor. Abriu, desta forma, na última noite o “Letra Harvest Fest’19”, iniciativa que decorre até amanhã, em Vila Verde. Uma acção que pretende «reavivar memórias e fomentar o cultivo de uma planta com tradição no concelho», avança a organização.

Desde esta sexta-feira às 18h00 até domingo, os visitantes terão à disposição 80 variedades de cervejas artesanais, espectáculos musicais, iniciativas gastronómicas, workshops, desporto e muita animação.

A iniciativa é organizada pela Fermentum e vai decorrer na Letraria Brewpub, nas imediações da sede dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde.

PUBLICIDADE

PROGRAMA

Para despertar memórias e incentivar a produção local, realizou-se esta manhã, uma colheita tradicional.

Mas nem só da colheita do lúpulo vive o festival. Durante os três dias do Letra Harvest Fest’19, estão ao dispor do público cerca de 80 cervejas artesanais para satisfazer “todos os gostos e feitios”, resultado de uma parceria da Cerveja Letra com outras marcas de cerveja artesanal portuguesa.

Para além disso, entre almoços e jantares cervejeiros e várias opções de street-food, não faltarão opções gastronómicas. Destaque ainda para o desporto com o Jogo de Futebol 6, realizado ontem, e o Letra Harvest Trail ou Caminhada.

Os participantes podem ainda esperar workshops, DJs e concertos de entrada livre e gratuita. Ao longo dos três dias, são vários os artistas que vão subir a palco para animar a festa.

Esta tarde/noite, Julinho da Concertina é o cabeça de cartaz e chega de Cabo Verde para pôr o recinto a dançar ao ritmo do funaná. Por sua vez, o rock dos El Señor promete colocar a plateia a abanar o capacete.

Nuno Andrade, Rt-Fact e Cuckoo Let Us são alguns dos nomes que também vão marcar presença num evento que arrasta centenas de pessoas a Vila Verde.

[email protected]