BRAGA –  Orçamento Participativo com 49 projectos em votação

BRAGA –
Orçamento Participativo com 49 projectos em votação

Decorre até 21 de Outubro a primeira fase de votação dos projetos submetidos ao Orçamento Participativo (OP) do Município de Braga. Em escrutínio estão 49 propostas e que abrangem sete áreas de intervenção.

A votação pode ser feita no portal da autarquia, sendo que os cidadãos inscritos podem votar em sete projectos, escolhendo aquele que consideram mais importante em cada uma das áreas em que foram apresentados.

PUBLICIDADE

Na área da ‘Cultura e Património (material e imaterial)’ estão em votação 12 projectos: Igreja Matriz Velha de Lomar (Lomar e Arcos); Monumento Procissão da Burrinha (S. Victor); Braga Castreja (Este S. Pedro e S. Mamede); Ludoteca Municipal de Braga (S. José de S. Lázaro e S. João do Souto); ‘A solo com o Decateto de Metais’; Valorização do Castelo de Braga e muralhas medievais. O passado na calçada’ (S. José de S. Lázaro e S. João do Souto); Casa do Associativismo (Vilaça e Fradelos); ‘Art’ IN’; ‘Das Sete Fontes à Fonte de Infias’ (S. Vicente); Centro Etnográfico e Desenvolvimento Cultural de Mire de Tibães (Mire de Tibães); Ópera juvenil “Eram tudo memórias de alegria”; ‘Memórias do Castelo de Braga; Valorização do Património através da participação dos comerciantes’ (S. José de S. Lázaro e S. João do Souto).

DESPORTO E SAÚDE

Na área ‘Desporto, Saúde e Bem-Estar’ incluem-se também 12 propostas: Implementação de outras valências no rocódromo de escalada (Gualtar); Requalificação dos Balneários do Ringue de Padim da Graça’; Balneários (Merelim S. Paio, Panoias e Parada de Tibães); Formação de Jovens Talentos (Adaúfe); Pavimentação e vedação Parques de Fitness (Crespos e Pousada); Requalificação do Polidesportivo de Crespos (Crespos e Pousada); Feira da Saúde e Desporto; Requalificação do campo de futebol de Tebosa; Cobertura de ringue desportivo de Oliveira (Guisande e Oliveira S. Pedro); Edifício de apoio ao Campo da Caseta (Nogueira, Fraião e Lamaçães); (Re)Tradição; Construção zona Coberta para exercício físico Parque Desportivo da Rodovia (S. Victor).Em ‘Ecologia, Ambiente e Energia’ estão quatro propostas: Observatório Solar de Braga (Gualtar); Festival Braga Sounds Better (S. José de S. Lázaro e S. João do Souto); ‘Para uma Quinta Pedagógica realmente pedagógica’; Projecto ACER – Análise, Captura, Esterilização e Restituição.

EQUIPAMENTOS

Na área de ‘Equipamentos e Espaços Públicos’ estão nove projetos: PAVAC – Passos Audiovisuais (Cabreiros e Passos S. Julião); Requalificação da zona envolvente da Fonte de Aires (Padim da Graça); Espaço Comunitário – Edifício JI de Oliveira (Guisande e Oliveira S. Pedro); Praia Urbana (S. Victor); Arranjo urbanístico do Tanque e área envolvente (Crespos e Pousada); FUN FOR ALL – Parque Infantil Inclusivo (S. Victor); Requalificação parque de merendas Ribeiro dos Prados (Figueiredo); Reabilitação da Escola do Padrão (Tadim); APPACDM – Vamos dar Cobertura a este Projeto (Gualtar).

SOLIDARIEDADE

Em ‘Solidariedade e Coesão Social’ incluem-se sete propostas: Idade Maior Braga Oeste (Sequeira); Acolher Melhor (Nogueira, Fraião e Lamaçães); ‘Braga Social Connection’; Centro Comunitário para as Artes e Tecnologias (Gualtar); Dar asas para voar (S. José de S. Lázaro e S. João do Souto); PISTA – Projecto de Identificação da Sobredotação e do  Talento em Alunos do 1.º Ciclo; Concretizar sonhos (Palmeira).

Na área ‘Trânsito, Mobilidade, Acessibilidades e Segurança Rodoviária’  estão em votação três projectos: Rotunda na Av. Robert Smith (Nogueira, Fraião e Lamaçães); Criação do Dístico Verde Auto (Maximinos Sé e Cividade); Estudo para conclusão do anel ferroviário no Minho (Guimarães-Braga-Barcelos) (Maximinos, Sé e Cividade).

Por fim, na área ‘Turismo, Comércio e Promoção Económica’ encontram-se em votação duas propostas: Centro Interpretativo dos Abades de Priscos; Voar mais alto (Palmeira).

Recorde-se que ao OP 2019 foram submetidas 73 propostas, sendo que apenas 49 passaram à fase de votação.

A segunda fase de votação decorre de 22 de Outubro a 4 de Novembro, cada cidadão escolhe um projecto entre os trinta e cinco apurados na primeira fase. Os projectos mais votados serão apresentados publicamente em Novembro.

De referir que o montante destinado aos projectos do OP 2019 é de 650 mil euros, sendo que cada projecto deve ter um custo global igual ou inferior a 85 mil euros. Braga é de todos e todos têm uma palavra a dizer na construção de um presente e futuro melhores.