VILA VERDE

VILA VERDE -

Paulo Marques (CDS-PP) questiona sobre «qual a lógica» de abrir ginásios e piscinas municipais após surto de Covid-19 no Concelho

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Paulo Marques, Presidente da Comissão Política do CDS-PP de Vila Verde questiona, esta quinta-feira e em nota enviada, o Município de Vila Verde sobre a abertura dos ginásios e piscinas municipais, «agora que vivemos um novo surto no Concelho», justifica.

Fazendo uma análise dos dados relativos ao alastrar da pandemia no Concelho nos últimos meses, Paulo Marques afirma que «se em Março (dia 12) e ainda sem casos de covid no Concelho o Município fechou os complexos desportivos municipais com a justificação (e muito bem) do perigo social de disseminação do covid-19» e «a 1 Junho o governo permitiu a abertura de ginásio e complexos desportivos em Portugal e o Município de vila verde, ainda sem o novo surto de covid, optou por não abrir os ginásio e piscinas municipais», «porque é que precisamente agora, que vivemos um novo surto no Concelho (62 novos casos em poucos dias e, infelizmente, deverá aumentar), com as pessoas assustadas e a existir algum alarme social, é que o município decide abrir os ginásios e as piscinas municipais? Qual é a lógica?», atira.

E acrescenta: «Se enquanto não havia casos novos era legal e até fazia sentido termos os complexos desportivos abertos e não os abriram, porque é que exatamente quando disparam os novos casos os abrem? Qual é a lógica?»

PUBLICIDADE

«Parece-me que tudo isto é demasiado sério para ser levado com ligeireza», conclui.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS