OPINIÃO

OPINIÃO -

Porque em tempos de pandemia é urgente ser-se solidário

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Artigo de Maria Vale, CPCJ de Vila Verde

 

Vila Verde integra o grupo de concelhos que apresenta risco elevado de contágio pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

PUBLICIDADE

Vivemos tempos de crise. Instalou-se o medo. Apoderou-se o receio pela          nossa vida, a dos nossos e a de terceiros. Espalhou-se a incerteza pela sustentabilidade e pelo futuro. E contabilizaram-se já tantos lutos e dores insuportáveis.

No dia 20 de dezembro é celebrado o Dia Internacional da Solidariedade     Humana. E, em tempos de pandemia, o que é que cada um de nós está disposto a fazer pelo bem-estar do outro?

Respeite as medidas impostas pela Direção Geral de Saúde. Proteja-se. Use a máscara. Desinfete as mãos. Aplique as regras de etiqueta respiratória. Vá à rua apenas se houver necessidade. Evite a proximidade física. Adie, também, aquele evento social e/ou celebração.

Dedique tempo de qualidade aos familiares. Pode conversar, brincar, cantar, dançar, assistir a um filme e realizar exercício físico com os que andam lá por casa. E porque a distância que se impõe é física, mas não afetiva, aproveite, também, a oportunidade para ligar àquela prima que não liga há algum tempo. Minimize o distanciamento social. Leve-lhe bom humor!

Mantenha-se atento aos elementos da comunidade. O seu vizinho pode precisar que lhe leve as compras do supermercado, da padaria, da farmácia, ou que lhe passeie o cão. Integre iniciativas solidárias. 

E, relembre-se que a casa não é um local seguro para todos/as, se suspeita que alguém é vítima de negligência, maus-tratos físicos e/ou psicológicos, violência doméstica, abuso sexual …  Peça apoio e denuncie!

Cumpra a sua parte. Ao fazê-lo salvamos a nossa vida, a dos nossos e a de terceiros e homenageamos a entrega exímia de todos os profissionais que continuam na linha da frente, neste combate.

E porque o seu papel é fundamental e pode fazer toda a diferença, a CPCJ de Vila Verde convida-o/a a ser solidário/a.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS