BRAGA -

BRAGA - -

Presépio Vivo de Priscos, ‘estrela’ do Natal de Braga, nasce este domingo

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Da ‘aldeia’ para a cidade, desta para o país e daqui para o resto do mundo. Este o percurso de 14 anos da ‘estrela’ da época natalícia bracarense: o Presépio Vivo de Priscos.

O ‘Maior Presépio Vivo da Europa’ começou com 50 participantes e hoje são cerca de 800 os que dão literalmente vida a “uma história sempre antiga e sempre nova”, nas palavras do pároco de São Tiago de Priscos, João Torres.

Na origem do presépio não está só a comemoração do nascimento de Jesus como de tantos outras que se realizam um pouco por todo o universo cristão. Na verdade, tem um outro “desejo profundo” ao envolver toda a comunidade seja na montagem e construção, seja na figuração.

PUBLICIDADE

“O desejo profundo de cada uma das edições do Presépio ao Vivo de Priscos é reduzir ou eliminar aquelas distâncias que representam uma real ameaça para o isolamento e solidão de cada membro da nossa comunidade paroquial”, diz o padre João Torres, definindo o objectivo principal: “criar uma corrente de ‘relações’ que levem à comunhão entre todos”.

E neste “todos” estão também incluídos os reclusos que desde de 2014 também ali trabalham no âmbito de um protocolo assinado entre a paróquia e a Direcção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais. Um projecto “inovador” que procura “dar mais dignidade” à vida dos 32 reclusos do Estabelecimento Prisional de Braga que até agora foram abrangidos e que, afirma o sacerdote, “entraram também num processo de humanização”.

O CENÁRIO…

O Presépio, explica a Arquidiocese de Braga, “é representativo do presépio tradicional, com ritmos e rotinas do quotidiano hebraico e romano – labores e artesanato, comércio e costumes – que recriam uma moldura cenográfica de um povo, num despojamento fantasioso da época do nascimento de Jesus e submetido ao poderoso Império Romano”.

Ocupa um espaço com cerca de 30.000 m2, tem mais de 90 cenários, com referência às culturas egípcia, judaica, romana, assíria, grega e babilónica. Não faltam muitos dos ofícios que existiam naquela época: os ferreiros a forjarem e a temperar o ferro, o sapateiro a concertar sandálias rompidas, serradores que cortam lenha, camponeses a organizarem as ferramentas de trabalho, a tecedeira no tear a jogar fios de lã, o oleiro a moldar o barro, a padeira a amassar a farinha, e, claro, a família de Nazaré “a ser família diante das sombras do seu tempo”.

… A GASTRONOMIA E ESPECTÁCULOS

Os visitantes podem usufruir de uma vasta oferta gastronómica, disponível nas várias casas das ‘aldeias dos judeus e dos romanos’. Podem saborear o ‘pão de César’, o ‘hidromel’, a ‘posca’, castanhas assadas, água-pé, café no pote, doces dos judeus, pão romano, ginja, doces de Roma e, claro, o famoso pudim Abade de Priscos.

O Presépio oferece aos visitantes quatro espectáculos: ‘O Casamento Judaico’, ‘Cortejo da Luz’, ‘O Julgamento’ e ‘O Funeral’. Uma das maiores atracções deste evento natalício é também a possibilidade de contactar com animais reais.

Contudo, o verdadeiro protagonista deste presépio é a ‘Gruta’ com as figuras bíblicas de Maria, José, o menino Jesus, a vaca e o burro.

HORÁRIOS

15 de Dezembro: Inauguração às 10h30 até às 12h30
19 de Dezembro: 15h00 às 17h00
21 de Dezembro: 15h00 às 19h00
22 de Dezembro: 15h20 às 18h40
25 de Dezembro: 16h00 às 18h30
28 de Dezembro: 20h00 às 22h30
29 de Dezembro: 15h20 às 18h40
1 de Janeiro: 16h00 às 19h00
4 de Janeiro: 20h00 às 22h30
5 de Janeiro: 14h30 às 20:00 (transmissão em directo no programa da TVI ‘Somos Portugal’)
11 de Janeiro: 20h00 às 22h30
12 de janeiro: 15h20 às 18h40

Entrada gratuita ou solidária (5 euros).

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.