SAÚDE

SAÚDE -

“Pressão” nos hospitais portugueses chega à imprensa internacional

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A imprensa internacional destacou, este sábado, que os hospitais portugueses evidenciam “pressão” na sequência de um novo recorde de casos de covid-19.

A Reuters   escreve que o “frágil sistema de saúde de Portugal está sob pressão crescente devido a um preocupante aumento de infecções do novo coronavírus”, com o país a “reportar 10.947 novos casos e 166 mortes este sábado, o pior registo desde que a pandemia começou, no ano passado”.

Ainda de acordo com a agência noticiosa, o número de infecções por 100.000 habitantes registado nos 14 últimos dias é de 901, “quase o dobro que na vizinha Espanha, duramente atingida, de acordo com os dados do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças”.

PUBLICIDADE

A Reuters cita ainda o Observador, indicando que “um grupo de três grandes hospitais de Lisboa tinha apenas três camas de cuidados intensivos livres para pacientes com coronavírus na manhã de sábado”.

Chegaram inclusive à imprensa internacional as imagens das filas de ambulâncias que, na sexta-feira, foram captadas no Hospital de Santa Maria e no Hospital de Torres Vedras. 

“Imagens de ambulâncias com pacientes com coronavírus enfileirados fora de hospitais em Lisboa e em outros lugares enquanto esperavam por camas desocupadas levantaram receios de que o sistema de saúde esteja perto de atingir seu limite”, pode ainda ler-se.

Também a BBC  titula que “pressão aumenta no sistema de saúde português”, lembrando ainda o meio de comunicação que “Portugal tem a menor capacidade de cuidados intensivos por 100.000 [habitantes] na Europa e os especialistas alertam que as taxas de ocupação de hospitais devem aumentar na próxima semana, após um aumento dos casos após o Natal”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS