VILA VERDE –

VILA VERDE – -

Projecto Medivida respondeu a 52 pedidos de ajuda em 2018

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

No ano de 2018, as farmácias aderentes ao projecto “Medivida” doaram às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho de Vila Verde o valor global de 1800 euros, o que permitiu dar resposta a 52 pedidos de ajuda com medicação, a que correspondem 77 prescrições médicas, anunciou esta sexta-feira a autarquia.

O comunicado divulgado pela Câmara de Vila Verde refere que «desde 2015 foram apoiadas com medicação mais de 100 famílias com menores recursos socio-económicos».

PUBLICIDADE

«Além do acesso à medicação, estas famílias beneficiam do apoio das equipas de atendimento e acompanhamento social, que fazem parte das IPSS envolvidas no projecto», aponta.

A vereadora da Cultura, Educação e Acção Social, Júlia Fernandes, recebeu, no Município de Vila Verde, os representantes das farmácias aderentes do Projeto “Medivida” para a devida entrega dos certificados anuais.

A autarca aproveitou para agradecer às farmácias aderentes «toda a solidariedade e apoio que têm prestado durante este tempo de parceria.»

«Agradeço em meu nome e em nome do Município toda a vossa colaboração ao longo destes anos e esperamos contar convosco enquanto esta necessidade se mantiver», frisou.

O Protocolo de Colaboração Medivida é promovido pelo Núcleo Local de Inserção de Vila Verde e estabelecido entre o Município de Vila Verde, as farmácias aderentes (Farmácia Ribeira do Neiva, Farmácia do Prado, Farmácia Universal, Farmácia Costa Macedo, Farmácia Fátima Marques e Farmácia Medeiros) e as instituições de solidariedade social (Casa do Povo de Ribeira do Neiva e o Centro Comunitário de Prado).

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS