VILA VERDE -

VILA VERDE - -

«Projecto pretende ser um contributo inquestionável para o crescimento socioeconómico desta região, trazendo novas oportunidades para a agricultura»

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Teve lugar esta sexta-feira, na sede de Junta de Freguesia de Cabanelas, o acto de Consignação da Empreitada de Construção da Estação Elevatória do Bloco de Cabanelas. Durante a sessão, a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, apontou que o «projecto é pensado em função do actual contexto e sem esquecer o futuro, preocupado com o princípio da sustentabilidade e que pretende ser um contributo inquestionável para o crescimento socioeconómico desta região, trazendo novas oportunidades para a agricultura e outros sectores associados».

Maria do Céu Albuquerque disse ainda que «o regadio é o grande desafio para garantir a sustentabilidade do sector agrícola», acrescentando que este «é determinante para conseguir garantir que em cada território existam condições para agora e no futuro termos condições para alavancar a actividade agrícola».

OBRA E PROJECTO

PUBLICIDADE

Para dar a conhecer o projecto tomou da palavra Gonçalo de Freitas Leal, Director Geral da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

A obra, que surge na sequência de um concurso público do PDR 2020, de cerca de 1, 27 milhões, tem um prazo de execução de 240 dias, cerca de 8 meses, e passou esta manhã para o “papel”, com a assinatura do acto de consignação.

Na sua globalidade, o projecto de modernização do aproveitamento hidroagrícola Sabariz-Cabanelas, está integrado no Programa Nacional de Regadios e representa 8,12 milhões de euros de investimento, contemplando, para além da estação elevatória, a construção do Bloco de Rega de Cabanelas (com cerca de 327ha de área de intervenção), a reabilitação de caminhos (10,4km) e o melhoramento da rede de drenagem (3,2km).

«OBRA EXTREMAMENTE IMPORTANTE»

António Esquível, presidente de Junta de Cabanelas, frisou que esta é «uma obra extremamente importante, pois falamos de uma das maiores zonas agrícolas do País e que até hoje não foi devidamente aproveitada. São problemas que se resolvem e que fazem com que a freguesia de Cabanelas melhore».

«CRIADAS CONDIÇÕES PARA QUE ESTA ÁREA POSSA SER UM ESPAÇO De desenvolvimento agrícola no concelho»

Já o Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, referiu que «é uma obra esperada e desejada há muitos anos pelos agricultores. Esta veiga é extremamente produtiva e foi talvez uma das primeiras áreas de Portugal a sofrer uma intervenção ao nível do emparcelamento. Julgo que as coisas estão diferentes e estão criadas as condições para que esta área possa ser um espaço de desenvolvimento agrícola no concelho e Vila Verde.

Mais desenvolvimentos na edição impressa de Janeiro de 2020

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.