EDIÇÃO IMPRESSA - PS critica «política de favores» na atribuição de subsídios camarários. E faz estalar a polémica

EDIÇÃO IMPRESSA -
PS critica «política de favores» na atribuição de subsídios camarários. E faz estalar a polémica

O PS de Vila Verde manifestou-se «contra uma política de favores na atribuição de subsídios», depois ter sido levada a reunião de Câmara uma proposta para atribuição de um subsídio extraordinário de mil euros à Associação Juvenil Desportiva, Recreativa e Cultural de Atiães.

Rosa Pereira «revoltada e indignada» com posição do PS

A Presidente da Associação Juvenil Desportiva, Recreativa e Cultural de Atiães, Rosa Pereira, diz-se «revoltada e indignada» com as declarações dos Vereadores do PS de Vila Verde, garantindo que «não há, nem nunca houve, trocas de favores com quem quer que seja». Numa reacção ao jornal “O Vilaverdense”, a dirigente associativa, refere que o pedido de subsídio, que assegura não ter sido quantificado, se destina à aquisição de novos trajes para o grupo folclórico e que o subsídio anterior, de 1400 euros, «é igual para todas as outras associações do Concelho que têm grupos folclóricos».

PUBLICIDADE

Mais desenvolvimentos na edição impressa deste mês