LEGISLATIVAS – PSD quer «descentralização efectiva» para as autarquias

LEGISLATIVAS –
PSD quer «descentralização efectiva» para as autarquias

O cabeça-de-lista do PSD pelo círculo eleitoral de Braga, André Coelho Lima, garante que o partido assume a «descentralização como um processo a desenvolver de forma séria e efectiva na próxima legislatura, com o objetivo de promover a coesão territorial».

A garantia foi deixada na noite de segunda-feira, num encontro com autarcas do concelho de Vila Verde.

PUBLICIDADE

«Temos de contrariar o agravamento dos desequilíbrios territoriais. Para isso, é necessário garantir um processo sério e efectivo de descentralização de competências e recursos, para quem sabe e tem provas de fazer mais e melhor junto das populações, como são as autarquias», defendeu André Coelho Lima, ao lado do presidente da Câmara de Vila Verde, António Viela.

Segundo Coelho Lima, o PSD propõe-se a colocar em funcionamento no terreno um quadro de transferências de funções e estabelecer um compromisso financeiro «seguro e estável» para regiões e autarquias, que estimule a competitividade baseada no desempenho económico e social, levando também em conta a necessidade de compensar os territórios com menos oportunidades.

No evento, onde marcaram também presença os candidatos vilaverdenses a deputados Rui Silva e Martinha Couto Soares, André Coelho Lima manifestou a confiança na escolha dos portugueses para as eleições legislativas de 6 de Outubro.

O autarca António Vilela deu conta da motivação social-democrata, valorizando as capacidades de liderança e competência de Rui Rio, assim como a «mais-valia» que representa o programa eleitoral do PSD para o desenvolvimento e «salto qualitativo» do país e da qualidade de vida das pessoas – «o que aliás o próprio PS acabou por reconhecer ao copiar literalmente propostas como a do Erasmus Interior», referiu.