PAÍS

PAÍS -

PSP apela a denúncias de discriminação em contexto escolar

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A PSP, que encerrou nos últimos dias mais uma operação do programa Escola Segura, desta vez com o mote ‘sim à diferença’, apela a que os jovens, pais e professores denunciem situações de discriminação nas escolas.

A iniciativa, levada a cabo em escolas do segundo e terceiro ciclos, consistiu em sensibilizar os jovens para as diferentes formas de discriminação, tenham elas por base diferenças de género, etnias, culturas ou religiões. 

O contacto dos polícias da Escola Segura com mais de 200 comunidades escolares, e cerca de 11 mil alunos, nas principais zonas urbanas do país, serviu sobretudo para sensibilizar, e esclarecer.

PUBLICIDADE

O comissário Sérgio Saldanha explicou à TSF, entre os alunos destas faixas etárias há ainda quem não tenha noção de que a discriminação é um crime.

 “Perante a nossa sensibilização os jovens deixam de encarar certas situações como meras brincadeiras e passam a encarar como ilícitos”, disse à estação de radio.

Há três anos que a PSP vem desenvolvendo acções de combate à discriminação, racismo e intolerância junto da comunidade escolar. No balanço que faz agora do impacto do programa, o comissário Sérgio Saldanha congratula-se com o facto de a PSP receber cada vez mais pedidos de escolas que querem participar nas acções, ou sugerir temas a abordar.

O endereço electrónico escolasegura@psp.pt, lembra Sérgio Saldanha, está sempre disponível também para receber denúncias, seja por casos de discriminação, ou outros.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.