JUSTIÇA

JUSTIÇA -

Pulseira electrónica para homem que perseguia e ameaçava a ex-mulher

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Um homem de 54 anos ficou com pulseira electrónica depois de ter sido detido pela GNR, por violência doméstica, no concelho de Guimarães.

Em comunicado, a GNR explica que, na sequência de uma denúncia de violência doméstica, a vítima, uma mulher de 50 anos, deslocou-se às instalações do posto territorial das Taipas.

PUBLICIDADE

«Foi possível apurar-se que a vítima era perseguida e ameaçada desde o fim da relação com o agressor e que era alvo de perseguição constante, chamadas diárias para o seu telemóvel, bem como ameaças de morte, causando-lhe desconforto e pânico», refere.

Acrescenta que a vítima alertou ainda que o agressor se encontrava nas imediações, tendo os militares da Guarda localizado o suspeito, «o qual, de imediato, dirigiu ameaças de morte contra a sua ex-companheira, culminando na sua detenção e na apreensão dos seus dois telemóveis».

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Guimarães, onde lhe foram aplicadas as medidas de coacção de apresentações trissemanais no posto policial da sua área de residência e proibição de qualquer tipo de contacto e aproximação da vítima, controlado por pulseira electrónica.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS