BRAGA

BRAGA -

Ricardo Rio defende liderança “inequívoca” no combate à pandemia entregue às autarquias

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O presidente da Câmara de Braga defende que a coordenação local à pandemia do novo coronavírus seja atribuída ao poder local, em vez de estar entregue a coordenadores regionais nomeados pelo executivo de António Costa, como hoje acontece.

Comentando ao PressMinho/OVilaverdense as declarações do seu homólogo de Famalicão, Paulo Cunha, que esta quarta-feira criticou o Governo por ter colocado nas diferentes regiões do país secretários de Estado a coordenar o combate à pandemia, “quando a situação exige respostas imediatas e conhecimento do território”, Rio Ricardo considera “útil haver uma coordenação regional”, embora não descarta a participação das entidades regionais em parceria com os municípios.

“Na verdade, eu julgo que as duas questões são necessárias”, diz.

PUBLICIDADE

 No entanto, o autarca bracarense é claro. “Mas parece-me ainda mais importante ser atribuída de forma inequívoca a coordenação local aos presidentes de Câmara”, sublinha.

Recorde-se que a Câmara de Braga tomou a decisão inédita no país ao determinar o ‘horário zero’ a 17 de Março – três dias antes da declaração do primeiro estado de emergência-, a todos os estabelecimentos comerciais não essenciais, incluindo o sector da restauração, e recomendando aos centros comerciais que adoptassem as mesmas medidas, uma vez que não detém competência nessa área.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS