VILA VERDE

VILA VERDE -

Sindicatos dos transportes protestam em Vila Verde contra o “lay-off” na próxima segunda-feira

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos de Portugal (STRUP) e a União dos Sindicatos do Distrito de Braga (USB/CGTP-IN) vão manifestar-se na próxima segunda-feira, pelas 15:00, na Praça do Município, em Vila Verde, com o intuito de exigir o fim do “lay-off” nas empresas de transporte urbano e interurbano de passageiros.

Em comunicado, a USB aponta que «o Estado Português está a pagar a empresas privadas para que estas estejam paradas, numa altura que há necessidade de maior oferta para proteger os cidadãos. Entretanto, milhares de trabalhadores vem reduzidos os seus salários e o dinheiro da Segurança Social suporta a generalidade dos encargos das empresas».

Na mesma nota, os sindicatos sublinham que «os trabalhadores das empresas de transportes colocados em “lay-off” estão com uma desregulação de horários que impede uma vida familiar condigna» e que há «trabalhadores que não se podem deslocar para o local de trabalho, estudantes que não se podem deslocar para as escolas e utentes que não se podem deslocar aos serviços públicos, grande parte deles nas cidades».

PUBLICIDADE

«Na segunda fase de desconfinamento, o transporte das populações assume ainda maior importância, só com o cumprimento do horário de funcionamento das carreiras será possível que a actividade económica regresse. Isto não vai acontecer com horários de fim de semana», acrescentam.

Segundo os sindicatos, «há empresas que fixaram horários ao público com designação Plano de Contingência, que suprimem essas mesmas circulações, ficando por realizar muitos horários e carreiras. Um claro desrespeito pelos utentes, perante o qual as autarquias já deveriam ter tomado uma posição, porque isto contraria todo o sentido dos princípios do serviço publico de transportes».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS