JUSTIÇA –  Tribunal de Barcelos iliba Montepio no caso de burla informática que tirou 28 mil euros de conta

JUSTIÇA –
Tribunal de Barcelos iliba Montepio no caso de burla informática que tirou 28 mil euros de conta

O Tribunal de Barcelos absolveu o banco Montepio no processo movido por uma cliente para ser ressarcida dos 28.596 euros retirados em quatro dias da sua conta, na sequência de burla informática, disse esta quarta-feira à Lusa fonte judicial.

A cliente pedia ainda mais 2.500 euros, a título de indemnização por danos não patrimoniais.

PUBLICIDADE

O tribunal absolveu o banco, considerando que a cliente foi a culpada da burla, por, em resposta a um e-mail fraudulento, ter fornecido todos os dados do seu cartão matriz, necessários para a utilização do sistema de ‘homebanking’.

Contactado pela Lusa, o advogado da cliente, Álvaro Matos Martins, disse que vai recorrer da sentença, sublinhando que esta assentou “exclusivamente” no depoimento de uma funcionária do banco, “naturalmente parte interessada no caso”.

Nas alegações finais do julgamento, Álvaro Matos Martins já tinha dito que o banco foi “completamente negligente, por não ter agido perante a movimentação “de todo inusitada” da conta.

Em causa estão 58 movimentos em quatro dias, a maior parte dos quais a partir das 23 horas e quase todos do mesmo valor, feitos para pagamentos de bens e serviços à entidade 11249.

Álvaro Martins sublinhou que se trata de uma “entidade fraudulenta”, que à data dos factos já teria sido bloqueada por outros bancos.