JUSTIÇA

JUSTIÇA -

Tribunal de Braga julga quatro homens que deram sova a jovem na zona dos bares da UMinho

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Tribunal de Braga julga, em Maio, um grupo de quatro homens que deram uma sova valente a um jovem na zona dos bares da Universidade do Minho, em Gualtar, Braga.

A acusação diz que um deles agarrou a vítima pelas costas, imobilizando-o, enquanto os outros três encheram-no de socos e pontapés.

PUBLICIDADE

Um dos agressores deu-lhe, ainda, uma pancada com uma garrafa de whisky na cabeça. Vão agora ser julgados no Tribunal Judicial de Braga pelo crime de ofensa à integridade física qualificada.

O caso ocorreu a 1 de Novembro de 2016. Um dos agressores, hoje com 22 anos, abeirou-se da vítima, que estava com um grupo de amigos e acusou-o de lhe ter furtado a carteira, algo que o jovem negou.

Passados 20 minutos, regressou, com um grupo de seis amigos, sendo que três deles foram identificados e são arguidos no processo.

ESPANCAMENTO

Segundo o Ministério Público, abeiraram-se da vítima e começaram a espancá-la, a murro e pontapé, atingindo-a em todo o corpo. Um amigo do agredido tentou interceder e defendê-lo, mas levou na mesma moeda, murros na cara e pontapés no corpo.

Os agressores – acentua o magistrado – só terminaram de lhe dar “porrada” quando viram que a vítima jorrava sangue pela cabeça e decidiram fugir.

Como consequência das agressões, o jovem agredido ficou com dores, devido a traumatismos na face, tronco e mão direita. Teve de ser suturado, com quatro pontos na cabeça, e também nos braços e na cara. Por isso, esteve dez dias de cama.

O julgamento conta com sete testemunhas.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS