BRAGA –

BRAGA – -

Trotinetas são êxito em Braga mas vândalos destroem baterias, cabos e pneus

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

As trotinetas têm sido um êxito em Braga. Mas há casos de vandalismo que vão exigir a intervenção da Polícia: baterias destruídas ou furtadas, cabos eléctricos rebentados e pneus desfeitos. E ainda tentativas de estragar o software.

O responsável pela empresa CIRC de aluguer de trotinetas partilhadas, João Reis, diz, no entanto, que os casos de vandalismo em Braga não são alarmantes e nega que estejam acima da média nacional.

PUBLICIDADE

Ao que “O Vilaverdense/PressMinho” soube, os vários casos de vandalismo detectados e fotografados tiveram origem em pessoas que não os utilizaram e devem-se a «pura maldade» de gente sem civismo.

«Pedimos a colaboração da Câmara e da PSP e lembrámos que tais actos são crime e puníveis como tal», disse, sublinhando que vão ser investigados.

O gestor nega, também, que tenha havido oito acidentes com trotinetas, um assunto levado este mês à reunião da Câmara de Braga pelo vereador socialista Artur Feio, dizendo, apenas, que «não tem registo» disso.

A CIRC concluiu, de forma «positiva», o período de quatro semanas de testes na cidade, com a disponibilização de 150 veículos, prevendo que, antes do final do ano, sejam 400 os que rodam em Braga. Para tal, prevê a ampliação dos actuais 25 postos de recolha para 50, o dobro das actuais.

A ampliação do sistema de aluguer destes veículos de duas rodas deve passar, ainda, pela sua colocação no campus de Gualtar da Universidade do Minho, com quem a firma está a negociar. Um processo que pode vir a incluir descontos para estudantes universitários.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS