REGIÃO –
Utentes de lar de Famalicão transferidos para o Hospital Militar do Porto

Os utentes de um lar em Cavalões, Vila Nova de Famalicão, que no sábado ficou sem funcionários devido à Covid-19, foram transferidos para o Hospital Militar do Porto.

Em causa estão 32 utentes de um lar que ficou sem funcionários depois de os 18 que ali trabalham terem ficado «ou com teste positivo para coronavírus ou em quarentena».

PUBLICIDADE

De acordo com a proprietária e gerente da Residência Pratinha (um lar privado), Teresa Pedrosa, os utentes estavam a ser acompanhados por ela, a directora técnica, «que está grávida», e uma enfermeira.