REGIÃO

REGIÃO -

Utentes denunciam a arcebispo de Braga ‘clima de medo e assédio laboral’ em Centro Social em Guimarães

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Um grupo com cerca de 1.600 pessoas dirigiu uma carta ao arcebispo de Braga, José Cordeiro, para denunciar o clima de medo sentido no Centro Social da Paróquia de Nespereira, em Guimarães, depois da entrada da nova gestão.

O documento alerta para o encerramento de uma sala de pré-escolar, que a Diocese justifica com racionalização de custos, e para situações de assédio laboral, avança o JN.

Os signatários relatam um clima de medo e denunciam as fracas condições laborais apresentadas aos colaboradores. Além disso, os pais das crianças que frequentam a instituição lamentam que as crianças estejam a sair prejudicadas, de acordo com o mesmo jornal.

Depois de terem sido espalhados pela freguesia vários cartazes negros em protesto contra a direcção do padre Francisco Xavier, a Diocese veio refutar as acusações, garantindo que desde a tomada de posse, o padre só despediu três funcionários e não vinte, conforme está a ser acusado.

No que diz respeito ao encerramento da sala de pré-escolar, o padre justifica-se com a ausência de acordo com a Segurança Social, remetendo esta decisão para a direcção anterior.

Foto: Grupo Santiago

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
3€ / mês

* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 36€ / ano.