VILA VERDE

VILA VERDE -

Vereadores do PS pretendem inclusão de obras estruturantes para o Concelho no Plano de Recuperação e Resiliência

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Os representantes do PS na Câmara de Vila Verde anunciaram na tarde desta segunda-feira e em nota enviada, que em dia de reunião de câmara (decorrida esta manhã),  foi «aprovada por unanimidade (na sessão) uma proposta a solicitar a inclusão de obras estruturantes para Vila Verde no Plano de Recuperação e Resiliência». Os vereadores socialistas entendem que esta é uma matéria que tem de «unir todos os vilaverdenses, independentemente dos partidos a que pertencem. Nesta matéria, não pode haver lugar para divisões de qualquer natureza. Os interesses do Concelho têm de estar à frente de tudo e, como tal, temos de estar todos do mesmo lado da barricada», esclarecem.

Os socialistas referem que o Plano de Recuperação e Resiliência em discussão pública levanta «observações de dois tipo de natureza»: «As obras estruturantes para Vila Verde» e que este «não seja dirigido apenas à Administração Pública mas sim à economia em geral».

OBRA ESTRUTURANTE PARA VILA VERDE

PUBLICIDADE

Sobre o primeiro caso, explicam que «sem Variante e sem nó de acesso à A3, não conseguimos ter parques empresariais modernos. E sem isto tudo, não teremos desenvolvimento económico nos diversos sectores de actividade e os vilaverdenses não terão qualidade de vida. Entre as obras que queremos ver concretizadas ao abrigo da chamada “BAZUCA”, está a variante à EN101, em Vila Verde, e o nó de ligação, na EN201, na zona da Vila de Prado».

«Vila Verde, é um Concelho claramente carenciado de vias de comunicação estruturantes. Será mesmo um dos poucos Concelhos do país que não tem uma variante. Este facto afecta decisivamente o desenvolvimento económico concelhio e a qualidade de vida dos vilaverdenses. Além disso, todas as ligações entre Braga e os Concelhos a norte de Vila Verde e o Parque Nacional da Peneda Gerês são fortemente prejudicada pela ausência desta via de comunicação», acrescentam.

Os socialistas vão um pouco mais longe, referindo ainda que «não importa agora escalpelizar os motivos que levaram a não termos ainda estas obras concretizadas, até porque eles são sobejamente conhecidos. Importa é que esta falha seja corrigida o mais rapidamente possível. Para que isso aconteça, é fundamental que nos unamos enquanto comunidade nesta exigência, aproveitando esta oportunidade de grande investimento europeu que se afigura nos próximos tempos. Esta é uma exigência justa, quer pela situação em si mesmo, quer pela comparação com os diversos Concelhos vizinhos que, com muito menos trânsito, já possuem variantes há muitos anos».

APOIO À ECONOMIA EM GERAL

Para além das obras estruturantes que consideram «necessárias», entendem que a ”BAZUCA” «não deve cingir-se a obras públicas». 

«É preciso mais apoio às empresas, aos investimentos na produção, na indústria e na agricultura, entre outros dos imensos setores da nossa economia. Ou no turismo, que se depara com uma crise de dimensões bíblicas, mas que foi o sector exportador mais importante da nossa balança comercial dos últimos anos, até à eclosão da pandemia. Também aqui o Concelho de Vila Verde beneficiará diretamente se estas medidas forem abrangentes», apontam.

Numa nota final, pode ainda ler-se que os vereadores socialistas entendem que «o Plano de Recuperação e Resiliência tem de ser um programa para a recuperação de toda a economia nacional, e não apenas das finanças públicas, do setor empresarial do Estado e da Administração Pública. Por isso, sugerimos que o documento a enviar pelo Município de Vila Verde pudesse fazer referência à economia em geral, situação que foi aceite pelo Presidente de Câmara».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS