VILA VERDE

VILA VERDE -

Vila Verde integra Rede de Cidades Interculturais

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Município de Vila Verde aderiu à Rede de Cidades Interculturais vincando a «aposta em estratégias sociais para a valorização da diversidade cultural e da integração dos migrantes e das minorias na comunidade local». Segundo a Presidente de Câmara, Júlia Fernandes, «é uma mais-valia termos a oportunidade de assumir a diversidade como uma vantagem e uma prioridade para favorecer a coesão, a igualdade e o desenvolvimento mais forte e sustentado do nosso território».

A autarca frisa ainda que o concelho de Vila Verde «dispõe de um conjunto vasto de projectos e programas interculturais em execução, o que constituirá uma mais-valia na partilha e intercâmbio com outros municípios e cidades relativamente a práticas e políticas integradoras».

PROGRAMA CIDADES INTERCULTURAIS

PUBLICIDADE

O programa Cidades Interculturais é um projecto de capacitação e desenvolvimento de políticas do Conselho da Europa – que integra 47 países – para apoiar as autoridades locais na concepção, implementação e aprofundamento de políticas e estratégias de integração inclusiva com base no modelo de política de integração intercultural.

REDE PORTUGUESA DE CIDADES INTERCULTURAIS

A Rede Portuguesa de Cidades Interculturais (RPCI) foi criada em 2012 para reunir municípios portugueses onde os corpos executivo e técnico estão empenhados em promover activamente a diversidade local, políticas de acolhimento e interação intercultural para garantir que todos os residentes se sintam incluídos na sociedade. O objectivo passa por «apoiar as entidades locais ou municipais no desenvolvimento de estratégias interculturais abrangentes e na monitorização de políticas de diversidade e inclusão, enquanto factores positivos de desenvolvimento».

Assumindo-se como «território de referência pela aliança entre a sua identidade histórica e a modernidade», o concelho de Vila Verde apresenta-se como «espaço privilegiado de interculturalidade. A população integra, de forma plena e natural, residentes oriundos dos mais diversos países dos diferentes continentes», pode ler-se em nota enviada.

Ao longo dos tempos, as diferentes gerações de Vila Verde souberam «cultivar a abertura e inter-relação com povos e comunidades de diferentes regiões e países. Dos Lenços de Amor bordados para o enamorado que partia para o Brasil e, mais tarde, para o Ultramar, ao ambiente das festas populares e das tradições locais também animadas pelo regresso dos emigrantes espalhados pelos quatro cantos do Mundo, a dinâmica sociocultural e económica do concelho resulta em grande medida da aposta estratégica do Município na valorização inovadora do património cultural e da identidade do concelho», acrescentam

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.