SOLIDARIEDADE –  Vila Verde lança acções para apoio às vítimas do ciclone Idai em Moçambique

SOLIDARIEDADE –
Vila Verde lança acções para apoio às vítimas do ciclone Idai em Moçambique

Em apoio às vítimas do ciclone Idai, que devastou regiões de Moçambique, o Município de Vila Verde vai concretizar um conjunto de diversas acções de solidariedade a favor das populações afectadas, incluindo donativos, recolha de bens e eventos públicos para angariação de fundos.

Na próxima reunião de Câmara, o executivo social-democrata vilaverdense vai propor um donativo de 5.000 € para ajudar a UNICEF na missão que está a desenvolver no terreno, apoiando as cerca de 200 mil crianças que estão a precisar de vacinação e que carecem de muitas outras necessidades.

PUBLICIDADE

O Município de Vila Verde vai avançar já na próxima segunda-feira com a colocação no concelho de vários pontos de recolha de bens essenciais e prioritários, que serão enviados, através da Associação Portuguesa de Moçambique, para as pessoas que necessitam dos donativos com urgência.

Brevemente, em data a anunciar, decorrerá um concerto solidário organizado em parceria com a Academia de Música de Vila Verde, cujos contributos reverterão a favor das vítimas causadas pelo ciclone.

Em comunicado, a Vereadora da Cultura, Educação e Acção Social da Câmara Municipal de Vila Verde, Júlia Fernandes, manifesta a sua preocupação com a «situação dramática» que se vive em Moçambique e apela a solidariedade de todos os vilaverdenses.

«É muito importante que o concelho de Vila Verde se una em prol desta causa humanitária e que todos possamos contribuir para ajudar e minorar o sofrimento das vítimas desta enorme catástrofe natural», apelou a autarca.

Para esta campanha de solidariedade, os contributos deverão ser alimentos não perecíveis (enlatados e empacotados), vestuário e calçado (para clima tropical), produtos de higiene pessoal (sabonetes, pensos e shampôs), meios de saneamento e purificação de água (cloro, detergentes) e bens de abrigo (como tendas, cobertores, lençóis ou colchões).

A catástrofe natural causada pela passagem do ciclone tropical Idai, em Moçambique, Maláui e Zimbabué, no passado dia 14 de Março, provocou um elevado número de feridos e centenas de vítimas mortais, que não param de aumentar, tendo despoletado o desalojamento de milhares de pessoas.

Além das vítimas e da destruição massiva, somam-se também as preocupações pelo futuro dos sobreviventes, moçambicanos e também portugueses.

«Neste momento de grande pesar, o concelho de Vila Verde manifesta a sua genuína solidariedade com o povo moçambicano, no qual muitos portugueses têm raízes e disponibiliza o seu apoio. O Município de Vila Verde agradece, desde já, o contributo de todos os que possam ajudar», refere a autarquia.