EUROPA:Vilaverdense JM Fernandes é o eurodeputado português mais influente, aponta a Votewatch

EUROPA:
Vilaverdense JM Fernandes é o eurodeputado português mais influente, aponta a Votewatch

O vilaverdense José Manuel Fernandes é apontado como o eurodeputado português mais influente. Ocupa a 44.ª posição entre as 100 principais figuras do Parlamento Europeu elaborada pela Votewatch. A bloquista Marisa Matias, na 93.ª posição, é a segunda portuguesa nesse ranking,

A Votewatch teve em conta vários aspetos da atividade cada eleito, nomeadamente a participação direta na elaboração de relatórios, funções de liderança parlamentar e em comités, e a força da rede pessoal de cada um (dentro do partido e do grupo europeu em que se encontra inserido ou no acesso a governos). Isso explica que o eurodeputado italiano Antonio Tajani (Força Itália) seja o primeiro do ranking, pois é o presidente do Parlamento Europeu, seguido pelo alemão Manfred Weber, da CSU, que lidera o grupo do Partido Popular Europeu (PPE), ao qual também pertencem Tajani e José Manuel Fernandes.

PUBLICIDADE

Numa lista dominada por 25 eurodeputados do PPE e outros 25 dos Socialistas e Democrata – o italiano Roberto Gualtieiri, do Partido Democrático, é o melhor colocado na ala esquerda, na terceira posição, enquanto o belga Guy Verhofstadt, na nona posição, tem a melhor classificação entre os liberais da ALDE -, Marisa Matias é uma das três representantes da Esquerda Unitária Europeia entre os 100 mais influentes.

Eurodeputado desde 2009, o social-democrata aparece na 40.ª posição (17.ª entre os membros do PPE), com 44 pontos, que se devem sobretudo à participação nos relatórios (21 pontos), enquanto a bloquista consegue a 93.ª posição, com 36 pontos, maioritariamente relacionados com a suas funções de liderança (23,5 pontos).

O estudo da Votewatch é baseado em 234 inquéritos a pessoas que trabalham na instituições comunitárias (42%), no setor privado (17%), no meio académico e think tanks (13%), organizações não governamentais (9%) e outros. Dos inquiridos, 42% interagem com eurodeputados diariamente, enquanto outros 24% o fazem todas as semanas.

[email protected]

com www.jornaleconomico.sapo.pt