VILA VERDE

VILA VERDE -

41 empresas abandonam IEMinho – Instituto Empresarial do Minho

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

As 41 empresas que estão sediadas no edifício do antigo Centro de Incubação do IEMinho- Instituto Empresarial do Minho, em Soutelo, Vila Verde, estão a ser intimadas pelo administrador de insolvência, Nuno Albuquerque, a abandonar o espaço dentro de um mês, o prazo mínimo legal para a revogação dos contratos.

O JN de hoje noticia que, a exigência de saída prende-se com a realização da escritura de venda do imóvel ao Município, por 850 mil euros, que chegou a estar agendada para a passada sexta-feira, no Notário Dr. Joaquim Seco de Faria Carneiro, mas que foi adiada para 18 de Junho, dado que a Câmara só o adquire se estiver livre de ónus e encargos

Ao todo trabalham 102 pessoas nas 41 firmas em incubação.

PUBLICIDADE

A este propósito, o presidente da Câmara, António Vilela, adiantou que a autarquia compra o prédio e terrenos envolventes e não o IEMinho, até porque este foi à falência.

Acrescentou que o próprio Tribunal de Contas exige que a aquisição seja feita sem que haja quaisquer encargos para o Município, ou seja autorizou a compra apenas do edifício.

Adianta que, após a escritura, que agora será marcada para finais de junho, o executivo camarário nomeará uma equipa de gestão, a qual irá elaborar os respetivos regulamentos de funcionamento e decidir o futuro a dar à infraestrutura.

“A futura função do edifício ainda não está definida. Pode ser para albergar uma instituição do ensino superior ou para voltar a ser uma incubadora, com o regresso das empresas que o quiserem”, explicou.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.