EDIÇÃO IMPRESSA –
Acordes de suor e paixão. Uma vida a dedilhar a música como ninguém

Xico Malheiro tem 58 anos e é natural de Vila Verde. O contacto com a música vem desde muito cedo, por influência do seu pai, a quem de vez em quando “tirava” o cavaquinho para dar uns acordes. Hoje, com o acumular da experiência, é um verdadeiro multi-instrumentista, pois tem nas mãos o “dom” de sentir a música que muitos ambicionam. Pertenceu a várias associações concelhias e muito deu para «a cultura e música da terra que o viu nascer». Mais tarde, em Setembro de 1980, foi convidado a integrar a formação do Grupo de Música Tradicional Portuguesa “Raízes”, que mantém vivo até hoje. Para breve, está o lançamento de um CD, “Xico Malheiro – 40 anos a cantar Raízes”, onde colabora com vários artistas da música tradicional portuguesa. Para conhecer um pouco melhor a sua relação com a música, percurso e o novo projecto, fomos ao seu encontro.

Mais desenvolvimentos na edição impressa de Março de 2020, nas bancas.

PUBLICIDADE