VILA VERDE -

VILA VERDE - -

Preservação ambiental foi o tema em destaque no primeiro dia da Semana da Floresta Autóctone

A Semana da Floresta Autóctone arrancou na manhã desta segunda-feira, 18 Novembro, com a inauguração da exposição “Florestas, um património a descobrir”. Um grupo de alunos da Escola Secundária de Vila Verde foi o primeiro a visitar a mostra que, sob o mote da protecção do ecossistema florestal, constitui-se por diversos painéis onde constam importantes informações sobre a floresta e a sua preservação.

Cedida pelo Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental de Viana do Castelo, a exposição estará patente ao público de 18 a 29 de Novembro, no átrio principal do Município de Vila Verde. A actividade contou com a presença do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Manuel Lopes, do Vereador do Ambiente, Patrício Araújo e da Vereadora da Educação, Júlia Fernandes.

ACÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO SOBRE ESPÉCIES INVASORAS

Durante a manhã, também a Zona de Lazer da Ponte Nova acolheu uma acção de sensibilização sobre espécies invasoras, onde estiveram presentes os alunos do Centro Escolar do Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva, que assistiram a uma peça de teatro sobre alterações climáticas, interpretada por alunos da Escola Profissional Amar Terra Verde.

Na parte da tarde, os alunos da Escola Básica de Vila Verde tiveram a oportunidade de ouvir Armando Carvalho, Representante de um dos principais projectos de limpeza do Rio Cávado.

Depois da parte teórica, os alunos rumaram junto à Zona de Lazer da Ponte Nova, na Loureira, para perceberem “in loco” tudo aquilo que aprenderam anteriormente, ao mesmo tempo que analisavam de perto as plantas e animais invasores.

«É FULCRAL QUE OS ALUNOS PERCEBAM DESDE CEDO A IMPORTÂNCIA DA PRESERVAÇÃO DAS ESPÉCIES AUTÓCTONES»

A actividade começou com a intervenção da Vereadora da Educação, Júlia Fernandes, que «elogiou» a forma como se encontram, actualmente, os rios do concelho de Vila Verde, «demonstrando, no entanto, a sua preocupação» em relação à permanência de algumas espécies invasoras.

«É fulcral que os alunos percebam, desde cedo, a importância da preservação das espécies autóctones. Esta educação ambiental é um dos nossos principais objectivos enquanto Município», afirmou a autarca.

A Vereadora referiu ainda que «São estas espécies que conservam a paisagem natural caracterizante do nosso concelho e preservam os nossos valores históricos e culturais, fortalecendo o turismo, daí que seja muito importante proteger e preservar o património natural do nosso Concelho».

Os alunos puderam, ainda, usufruir de uma aula prática, onde a Equipa Municipal de Intervenção Florestal demonstrou como “matar” as Mimosas, espécie invasora abundante naquela zona.

Partilhe este artigo no Facebook
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE