REGIÃO -

REGIÃO - -

“Água acastanhada” preocupa veraneantes das zonas de lazer

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

As águas do Rio Homem encontram-se com uma cor “acastanhada”, em Vila Verde e Amares, o que está a preocupar quem visita as zonas fluviais banhadas por este Rio.

A situação começou por ser visível em Amares, na zona entre Fiscal e Caldelas, estando agora a alastrar-se para outros locais.

Esta manhã, a Câmara de Amares emitiu um esclarecimento sobre a cor acastanhada no Rio Homem, garantindo que não se trata de um caso de poluição. Segundo a autarquia, a água apresenta aquela cor devido à movimentação de terras tendo em conta as obras de saneamento.

PUBLICIDADE

Numa das zonas afectadas, a praia fluvial da Malheira, o presidente de Junta de Sabariz, Fernando Silva, explicou que quando teve conhecimento da situação alertou a Câmara, ao caso o Vereador do Ambiente, que depois entrou em contacto com a empresa “Águas do Norte”.

«A “Águas do Norte” vai agora fazer uma colheita da água para ver se há algum risco de contagio», referiu Fernando Silva.

A GNR foi chamada aos locais para tentar perceber a situação, que segundo o Município de Amares, se deve «aos trabalhos de execução de câmaras de sifão invertido em betão armado, que consiste na travessia do colector de saneamento no Rio Homem na freguesia da Torre», referem, acrescentando que «estes trabalhos compreendem a execução de uma vala no leito do rio o que provoca naturalmente uma grande movimentação de terras, o que foi responsável pela cor apresentada na água».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS