VILA VERDE

VILA VERDE -

Alunos do Concelho de Vila Verde visitam Bienal Internacional de Arte Jovem

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Vários alunos de escolas do Concelho de Vila Verde tiveram a oportunidade de visitar a exposição da Bienal Internacional de Arte Jovem, patente ao público até ao próximo dia 16 no edifício da antiga escola primária de Vila Verde.

Com a maior participação de sempre, esta Bienal recebeu a visita de alunos da Escola Secundária de Vila Verde, da Escola Profissional Amar Terra Verde e do Colégio da Santa Casa da Misericórdia, assim como os utentes do Centro de Atividades Ocupacionais da Misericórdia vilaverdense.

BIENAL

PUBLICIDADE

Dirigida a artistas nacionais e estrangeiros até aos 35 anos de idade, a XII Bienal Internacional de Arte Jovem apresenta um total de «104 obras de diversas modalidades artísticas», desde fotografia, pintura, instalação, escultura e vídeo. A exposição integra trabalhos de «102 autores, de Portugal e oriundos de países como Espanha, Eslovénia, Polónia, Brasil e Angola».

Na organização desta Bienal, o Município de Vila Verde conta com a colaboração da Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela e da Associação D’Arte – Associação de Jovens Artistas de Vila Verde, tendo ainda o apoio do Instituto Português do Desporto e da Juventude (Direção Regional do Norte) e do Banco BPI como patrocinador principal.

Foram distinguidas 10 obras – juntando as quatro premiadas e as seis menções honrosas –, com «um nível de qualidade extremamente aproximado». Com Luís Coquenão, integraram o júri desta Bienal os artistas plásticos Maciel Cardeira, Jean Pierre Porcher, Isaque Pinheiro e Rafael Ibarra.

PREMIADOS

O Grande Prémio da Bienal foi, mais uma vez, patrocinado pelo Banco BPI. Os vencedores, ex-aequo, foram Eva Maria Moreira Resende (com “Destroying Memorie Serie”) e Laura Pinto da Mota (com “Sei que muitos dias acordas e desejas estar completo/Aos Teus Pés”).

O segundo prémio foi atribuído a Maria Luísa Carvalho, pela obra “Pétalas de Luz”. O Prémio Revelação, para autores até aos 20 anos de idade, distinguiu a obra de Maria de Monserrate Costa, “Sinfonia num Lugar de Tensão”.

As menções honrosas foram atribuídas a obras de Lucas Varillas Fernández, Pedro Gramaxo, Rui Filipe Freitas Ferreira, Sally Santiago, Susana Cristina Ferreira de Carvalho, Maria Luzia Almeida Cunha de Alegre e Silva.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.