FREIRIZ –

FREIRIZ – -

Alunos libertaram águia de asa redonda

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Os alunos da Escola Básica de Freiriz participaram, esta quinta-feira de manhã, na acção de libertação de uma águia de asa redonda (bútio-comum), animal de espécie autóctone, com o apoio do Centro de Recuperação de Fauna Selvagem do Parque Nacional da Peneda e Gerês (PNPG).

Na perspetiva do vereador do Ambiente, Patrício Araújo, esta é «uma das iniciativas mais importantes» do programa da Semana da Floresta Autóctone, «pela sua complexidade e pela sua influência positiva no futuro da fauna animal».

PUBLICIDADE

O autarca explicou aos alunos o objectivo da iniciativa, que se prolonga até domingo, ao mesmo tempo que foi colocando algumas questões relacionadas com as plantas e animais autóctones.

Segundo Patrício Araújo, «esta é uma preocupação de todos», pelo que «os animais de espécie autóctone devem ser protegidos, devido à sua importância para a conservação da diversidade genética».

O vereador e o técnico do Centro de Recuperação alertaram a comunidade escolar para os procedimentos que deverão adoptar sempre que encontrem um animal silvestre ferido ou debilitado.

ANIMAIS EM RECUPERAÇÃO

Esta ave em específico tem apenas um ano e foi encontrada, há um mês, na Póvoa de Lanhoso, sem nenhum ferimento.

Segundo Eduardo Rodrigues, técnico do Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), «a águia provavelmente comeu algum animal envenenado, pois foi encontrada muito debilitada, mas sem nenhum ferimento».

O animal esteve em recuperação cerca de um mês, mas há muitos outros que chegam a ficar um ano ou até dois, dependendo da gravidade dos ferimentos.

«O nosso centro chega a ter, por mês, cerca de 100 animais em recuperação, alguns com asas partidas, outros que levaram com tiros perdidos, há de tudo», referiu

O técnico explicou ainda que, depois da recuperação, a libertação dos animais é realizada nos locais onde são encontrados, para que o seu regresso ao habitat natural seja mais fácil.

O propósito deste Hospital de Animais Selvagens é recuperar aves e mamíferos selvagens debilitados e devolvê-los à natureza. Em casos mais graves, os animais são transferidos para uma Clínica no Parque Biológico de Gaia.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.