FENÓMENO

FENÓMENO -

Aurora boreal pode voltar a acontecer ainda este fim-de-semana no norte do país

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

José Afonso, investigador e presidente da Sociedade Portuguesa de Astronomia, avança que a condição geomagnética que torna possível ver aurorais mesmo na latitude de Portugal vai prolongar-se durante o fim-de-semana.

“As condições devem persistir durante o fim-de-semana. É uma boa oportunidade para olhar o céu”, apontou o investigador à SIC Notícias.

Vários fotógrafos e utilizadores das redes sociais não perderam a oportunidade de captar uma imagem deste momento raro. Há relatos, pelo menos, nas regiões de Viseu, Coimbra, Guarda e Portalegre.

Segundo o investigador, era estimada uma probabilidade apreciável (10-20%) de auroras no norte de Portugal.

No início de Novembro, no dia 5, também tinha sido possível avistar auroras boreais em Portugal. Antes disso, só tinha acontecido a partir de Portugal na década de 30.

EXPLICAÇÃO

A origem do fenómeno é uma tempestade electromagnética de grande intensidade.

O sol tem um pico de actividade de 11 anos, que vai crescendo e decrescendo ao longo do ciclo. Neste momento, está apresentar um pico de actividade, atingido este ano, que faz com que aconteçam várias explosões na sua superfície que, por sua vez, lançam grandes quantidades de matéria para longe. No caminho, podem encontrar a Terra.

As diferentes cores estão relacionadas com os diferentes gases existentes na atmosfera: verde para oxigénio, roxo, azul ou rosa para nitrogénio.

Os ‘espectáculos de cor’ nos céus do hemisfério Norte, por estes dias, tinha sido previsto pelas autoridades meteorológicas. Há também relatos de outros países, como França, Alemanha e Reino Unido.

ovilaverdense@gmail.com

Foto Facebook Rodolfo Ferreira

 

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
3€ / mês

* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 36€ / ano.