SAÚDE - Bloco de Esquerda quer reversão da PPP do Hospital de Braga

SAÚDE - 
Bloco de Esquerda quer reversão da PPP do Hospital de Braga

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda (BE) pretende que o Governo esclareça se está disponível para reverter o Hospital de Braga para a gestão pública, uma vez que “as PPP são caras para o Estado e não trazem nem melhores cuidados de saúde, nem poupanças em relação à gestão pública”.


Na sequência da denúncia do Bastonário das Ordens dos Médicos, relativa à falta de 5 médicos especialistas no Serviço de Ginecologia e Obstetrícia, o BE questionou o Ministério da Saúde, para saber se o executivo de António Costa está disponível para “averiguar o caso e a obrigar a entidade gestora da PPP de Braga a proceder à contratação de mais médicos”.

No documento subscrito pelo deputado Pedro Soares, os bloquistas referem que “os relatos descrevem um cenário para os profissionais onde a pressão e a falta de tempo são diárias e as horas extraordinárias que são feitas vão para além do que é legalmente permitido, colocando em causa a qualidade dos cuidados prestados, assim como a segurança dos utentes, pelo que se exige é que existam profissionais em número suficiente e não poucos profissionais a trabalhar para além do seu limite”.

PUBLICIDADE

“A gestão do Hospital de Braga está nas mãos da José de Mello Saúde, num contrato que termina a 31 de agosto de 2019 e que não deve ser renovado pelo Estado”, conclui.