VILA VERDE –  Boletim Cultural ajuda a conhecer a tradição da olaria no concelho

VILA VERDE –
Boletim Cultural ajuda a conhecer a tradição da olaria no concelho

O Salão Nobre da Câmara de Vila Verde recebeu, esta sexta-feira, a apresentação de nova edição do Boletim Cultural, “Parada de Gatim e a História da Louça Preta”, que pretende valorizar a criatividade e o empenho de quem se dedicou – e dedica – a este ofício.

Esta edição contempla a história da existência da “Louça Preta” em Parada de Gatim (e não só), revelando um pedaço da identidade histórico-cultural do concelho, num trabalho desenvolvido por António Sousa Araújo.

PUBLICIDADE

O coordenador do Boletim Cultural, Aurélio de Oliveira, explicou que esta edição «trata de uma das actividades mais identificativas do concelho, ou melhor, das terras que a partir de 1855 passaram a integrar o concelho de Vila Verde – a olaria».

«Trata-se de um património material e etno-antropológico passado, mas ainda também muito recente, integrante da realidade vilaverdense de hoje», focou.

Para o presidente da Câmara, António Vilela, «o Boletim Cultural assume um papel de destaque no desenvolvimento e, sobretudo, na divulgação de estudos sobre muito relevantes facetas da história local».

Segundo o autarca, esta publicação «tem beneficiado do contributo de investigadores com notoriedade», como é o caso de António Sousa Araújo, que ajudam a «preservar, valorizar e manter bem vivas» as tradições e a conhecer a «identidade histórico-cultural do concelho».

A apresentação da 13ª edição do Boletim Cultural integrou o programa comemorativo do 163º aniversário da fundação do Concelho, que se assinalou na quarta-feira, dia 24 de Outubro.

No domingo, pelas 11h00, será celebrada uma missa comemorativa na Igreja Matriz de Vila Verde, que fecha as comemorações.