POLÍTICA -
Braga com “expressiva representatividade” nos órgãos do saídos do congresso do PSD

A Comissão Política Distrital do PSD de Braga congratula-se pela “expressiva representatividade” do distrito de Braga nos órgãos nacionais eleitos no 38.º congresso nacional dos social-democratas, que decorreu no fim-de-semana em Viana do Castelo.

Em comunicado, José Manuel Fernandes, presidente Distrital do PSD, sublinha a eleição do deputado da Guimarães e ‘vice’ da Distrital para a vice-presidência da nova Comissão Política presidida por Rui Rio.

O também eurodeputado destaca ainda a escolha de Rui Morais, do PSD Braga e presidente da Agere, para a vice-presidente da Comissão Nacional de Auditoria Financeira.

PUBLICIDADE

José Manuel Fernandes salienta “a forte dinâmica” e “participação activa” de militantes de Braga evidenciadas nas listas de candidaturas ao Conselho Nacional, três das quais lideradas por militantes do distrito:  Paulo Cunha (presidente da Câmara de Famalicão), Carlos Eduardo Reis (deputado de Barcelos) e Alexandre Cunha Pereira.

A estes juntam-se Carlos Cação (Vila Verde) e Mariana Carvalho (Barcelos), e ainda Joaquim Mota e Silva (presidente da Câmara de Celorico de Basto), “assegurando para o distrito seis conselheiros nacionais eleitos em Congresso”.

Esta  “afirmação progressiva” de Braga e dos seus quadros no contexto nacional,  deve-se , afirma José Manuel Fernandes, ao “trabalho de cooperação permanente e empenhado” com  Rui Rio, que tornaram possível ao distrito de  eleger um deputado ao Parlamento Europeu, proposto no terceiro lugar da lista nacional do PSD – “a posição mais alta posição de sempre para o distrito” -,  e apresentar-se às eleições legislativas pela “primeira vez com uma lista de deputados exclusivamente composta por pessoas do distrito, incluindo o cabeça-de-lista”, além de assumir a representação na Comissão Permanente do partido, ao confiar uma vice-presidência a André Coelho Lima.

José Manuel Fernandes conclui reiterando o “total empenho” da distrital bracarense para “assumir desde já o desafio assumido pela direcção nacional do PSD para a vitória nas próximas eleições autárquicas, tendo em vista assegurar as melhores soluções para as populações na gestão das autarquias das nossas freguesias e dos nossos concelhos”.