JUSTIÇA –

JUSTIÇA – -

Braga. Falsa psiquiatra sai sob caução e está obrigada a apresentações periódicas na PSP

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A falsa psiquiatra de Braga, detida pela Polícia Judiciária, saiu em liberdade mediante o pagamento de uma caução de 10 mil euros e está obrigada a apresentações periódicas na PSP, assim como a proibição de contactos com alguns dos ditos pacientes.

Estas foram as medidas de coacção aplicadas pelo Tribunal de Braga, esta quinta-feira, a uma mulher de 38 anos que se fazia passar por médica psiquiátrica e dava “consultas” na sua casa, na cidade de Braga.

PUBLICIDADE

Em comunicado, a PJ refere que a detida «pôs em perigo a saúde e a vida de vários doentes do foro psiquiátrico».

Fazendo-se passar por médica psiquiátrica, procedia à realização de consultas daquela especialidade, conseguindo «ludibriar diversos clientes, dos quais obteve grandes somas de dinheiro, aproveitando-se das suas debilidades físicas e psicológicas».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS