Braga quer mais turistas e investimento chinês

Braga quer mais turistas e investimento chinês

“Queremos aproveitar o aumento dos turistas chineses que estão a chegar a Portugal. É uma área onde acreditamos que se pode verificar um grande crescimento no número de visitantes”, afirmou Ricardo Rio no Fórum Económico Braga-China.

No fórum, que contou a presença de embaixador da Republica Popular da China em Portugal, Cai Run, debateu-se a internacionalização do município, o turismo, o apoio às empresas que pretendem abordar o mercado chinês, assim como a atracção de investimento.

PUBLICIDADE

De acordo com o Rio, “esta relação pode ser fortalecida nos anos vindouros, sobretudo na vertente turística”.

Segundo os cálculos de Cai Run, Portugal é o quinto destino do investimento chinês na Europa, adiantando ainda que, no ano transacto, o número de turistas chineses em Portugal ultrapassou os 250 mil visitantes, o que representa um aumento de 40% face ao que se verificou em 2016.

No encontro, organizado pela autarquia e a InvestBraga, em cooperação com a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa (CCILC), Rio referiu “a relação estreita” que Braga com a China, “tendo inclusivamente um acordo de colaboração com Shenyang”.

“São cada vez mais as delegações e cidades chinesas que nos têm visitado nos últimos meses, bem como as empresas bracarenses que estabelecem negócios em diversos pontos da China”, afirmou, lembrando que instituições como o INL e a Universidade do Minho estabeleceram parcerias com institutos chineses para desenvolverem as suas actividades.

 

“RELAÇÕES EXCELENTES”

O embaixador da Republica Popular da China em Portugal sublinhou que vai continuar a promover o intercâmbio e colaboração entre empresários dos dois países.

“As relações entre os dois países são excelentes e realizamos já várias cooperações frutuosas em diversas áreas. O volume comercial entre os dois países, em 2017, aproximou-se dos 5 mil milhões de euros e esperamos, no futuro, importar mais produtos portugueses para a China”.

O fórum encerrou com a assinatura de um protocolo de cooperação entre o município e a CCILC com o objectivo de promover acções que “dinamizem o tecido económico da cidade e afirmem Braga enquanto destino atractivo para o investimento e acolhimento empresarial”.