BRAGA - Câmara aprova “desafio” ao Conselho Municipal de Educação em parceria com UMinho

BRAGA -
Câmara aprova “desafio” ao Conselho Municipal de Educação em parceria com UMinho

O Conselho Municipal de Educação de Braga aprovou o Projecto Educativo Local, desenvolvido pelo Instituto de Educação da Universidade do Minho (UMinho), em articulação com a Divisão da Educação do município.

Lídia Dias afirmou que se trata “de um dos maiores desafios” a que o “município se propõe”. “Abraçar um concelho nas suas semelhanças, no que é diferente, é criar uma linguagem comum que faça sentido a todos os intervenientes”, referiu a vereadora da Educação.

O documento em causa pretende ser “instrumento de trabalho de apoio à gestão e decisão, com apresentação de informação referente às várias iniciativas que visam complementar a actividade diária desenvolvida nas escolas e respectivos planos anuais de actividades, tendo por base o necessário enquadramento nas orientações legislativas nacionais, na Carta das Cidades Educadoras, nos eixos estratégicos definidos na Carta Educativa Municipal e numa política de articulação com vários parceiros, em vários domínios de actuação”.

PUBLICIDADE

O objectivo consiste em conferir sentido estratégico às dinâmicas educativas desenvolvidas no território, através da promoção dos projectos educativos, contribuindo, em conjunto com os estabelecimentos de ensino, para a concretização dos seus projectos e para a superação dos respectivos objectivos.

Leonor Torres, docente do Instituto de Educação da UMinho e coordenadora científica do Projecto Educativo Local, sustentou que “as dinâmicas educativas locais, se enquadradas numa lógica de rede colaborativa, podem contribuir para a democratização da educação e foi a partir deste pressuposto, aparentemente elementar, que desenvolvemos um conjunto de referenciais que suportaram o desenvolvimento deste projecto”.

O Projecto faz-se acompanhar de um documento informativo, que se encontra organizado por áreas temáticas de modo a facilitar a leitura e a escolha dos projectos que cada estabelecimento de ensino pretende acolher na sua planificação anual.

Trata-se de um “meio de facilitação do processo de obtenção de informação, de divulgação de iniciativas, agilizando agendamentos e disponibilizando contactos das entidades organizadoras, ao mesmo tempo que será reduzida a quantidade de abordagens aos estabelecimentos de ensino, com vista à adesão/participação dos mesmos nas diversas actividades propostas e executadas durante todo o ano”, sublinha Lídia Dias.