BRAGA

BRAGA -

Câmara de Braga lança hasta pública para lugares vagos no Mercado Municipal

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O executivo municipal de Braga aprecia na próxima reunião de Câmara o procedimento de hasta pública para a concessão de licença de ocupação dos lugares e locais de venda disponíveis no Mercado Municipal na sequência da prévia atribuição de espaços aos comerciantes históricos que já marcavam presença no equipamento.

O Mercado conta, nesta fase, com 13 novos espaços disponíveis para comerciantes do sector alimentar, abrindo também a possibilidade de entrada de produtos que reflictam novas tendências alimentares.

PUBLICIDADE

Nesta reunião, que tem lugar na próxima segunda-feira, no gnration, é apreciado o programa de procedimento de hasta pública para a ocupação de cinco bancas para venda de flores e hortofrutícolas, dois talhos e seis lojas interiores. O regulamento identifica a área do espaço e sua localização, actividade a que se destina e preço base de licitação de cada um dos lugares, assim como a respectiva taxa mensal

Os espaços são atribuídos por um período de cinco anos, renovável por iguais períodos sob requerimento dos comerciantes, com antecedência mínima de 90 dias em relação ao prazo de caducidade.

A data da realização da hasta pública é anunciada com uma antecedência mínima de 20 dias e após a sua publicitação os interessados terão um prazo de 15 dias para apresentar as suas propostas. O regulamento estará disponível no site do Município, e será afixado no átrio dos Paços do Concelho e no próprio Mercado Municipal, com todos os elementos necessários.

O regulamento prevê que as propostas podem ser entregues pessoalmente pelos concorrentes ou seus representantes no Balcão Único da Câmara Municipal de Braga, localizado no edifício do Pópulo, durante as horas normais de expediente, ou remetidas pelo correio, sob registo e com aviso de recepção.

Durante a hasta pública, a realizar em data e hora a anunciar, serão abertos os envelopes com as propostas recebidas e a licitação dos lugares começará com o valor da proposta mais elevada previamente apresentada em carta fechada, com lanços mínimos de 50 euros.

A proposta de regulamento refere que um terço do o valor da adjudicação deverá ser pago no próprio dia da hasta pública e os restantes dois terços no prazo de dez dias a contar da notificação de adjudicação definitiva. Os pagamentos só podem ser efectuados na tesouraria da Câmara Municipal, através de cheque visado, transferência bancária multibanco ou numerário.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS