VILA VERDE

VILA VERDE -

Câmara distribui materiais de protecção ao comércio tradicional

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Município de Vila Verde iniciou a distribuição de “kits” de protecção individual, que engloba máscaras, luvas, viseiras e boletim informativo, ao comércio tradicional, anunciou esta quinta-feira a autarquia.

Numa nota subscrita pelo presidente da Câmara Municipal, António Vilela, pode ler-se que o combate à pandemia causada pelo novo coronavírus «é um objectivo de carácter nacional e uma obrigação de todos, na medida em que as medidas de prevenção e controlo são indispensáveis para evitar a transmissão comunitária do vírus, especialmente quando aplicadas de forma genérica e alargada a toda a sociedade».

PUBLICIDADE

«O combate à pandemia só é possível através de uma acção concertada que inclua todos os cidadãos. Polémicas à parte sobre as vantagens e desvantagens do uso generalizado de máscara por parte de pessoas que não são profissionais de saúde, tal prática tem sido defendida e implementada por ordens profissionais e especialistas da área da saúde, sendo praticamente consensual que o uso de máscaras pode prevenir a disseminação a partir de pessoas sintomáticas e assintomáticas», lembra.

Para António Vilela, «a saúde das pessoas não tem preço e que cada um de nós deve tomar todas as medidas possíveis e recomendadas pela Direcção-Geral de Saúde, para se proteger a si próprio e para proteger os outros».

«A distribuição de materiais de protecção pelo comércio e pelos serviços locais, mais do que uma medida meramente simbólica, é uma acção directa no sentido de que todos, principalmente os que atendem directamente o público, se consciencializem de que, quanto maiores forem os cuidados e mais eficazes forem as medidas de protecção adoptadas, mais depressa conseguiremos suplantar esta doença avassaladora», frisa o autarca.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS