BRAGA

BRAGA -

Convento de São Francisco em Braga abre ao público como polo de conhecimento em Setembro

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

As obras de requalificação do Convento de São Francisco, em Braga, ficarão concluídas nos próximos dias, permitindo a abertura do espaço ao público no próximo mês de Setembro, permitindo a integração do edifício num circuito de visita integrada que contempla também o Mausoléu de S. Frutuoso e a Igreja de S. Jerónimo de Real.

“Este projecto vai permitir que Convento de São Francisco seja um polo de difusão do conhecimento e também um ponto turístico de excelência para o Concelho de Braga. É um projecto que agrega várias entidades como a autarquia e a Universidade do Minho (UMinho), ao qual se juntou a então Direcção Regional de Cultura Norte (DRCN) e a Paróquia de Real, em torno da requalificação deste valioso património”, referiu esta Quinta-feira, Ricardo Rio

Na visita, o presidente da Câmara Municipal de Braga esteve acompanhado por António Cunha, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), do vice-presidente Jorge Sobrado e da vereadora Olga Pereira.

Com um investimento de cerca de 2,5 milhões de euros (850 mil euros ao abrigo do FEDER, ao qual se junta um investimento municipal superior a 1,5 milhões de euros), a reabilitação resulta de um protocolo de colaboração assinado entre o município, a UMinho, a DRCN e a Paróquia de Real.

O projecto que pretende promover a reposição da coesão espacial do conjunto monumental que congrega três edifícios – Igreja de São Jerónimo de Real, Mausoléu de São Frutuoso (monumento nacional) e Convento de São Francisco – corporiza um conjunto com elevado potencial para o desenvolvimento do turismo cultural e religioso, respondendo ao desafio de valorizar os recursos da Cidade e da região.

Está prevista a abertura do monumento à visitação interpretada, com um circuito que inclui os dois primeiros pisos do convento, o mausoléu, a igreja e a sacristia; e espaços de trabalho para a Unidade de Arqueologia da UMinho, que assegurará o serviço educativo e a produção actualizada de conteúdos para complementar o circuito de visita.

Após a recuperação do Convento de São Francisco estar concluída, a UMinho fica responsável pela gestão da sua visita, que será integrada num circuito único aberto à população.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
3€ / mês

* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 36€ / ano.