CABANELAS -

CABANELAS - -

Cortejo Etnográfico retratou «actividades e profissões que fazem parte da vida e da história da Freguesia»

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Feira de Agricultura e Doçaria em Cabanelas, mais conhecida por Agridoce, viveu esta tarde um dos momentos mais importantes da sua programação. O Cortejo Etnográfico desfilou pelo largo da Igreja, mostrando as diversas profissões antigas e tradições locais da Freguesia.

António Esquível, Presidente de Junta de Cabanelas, contou ao Jornal que o Cortejo é um momento onde estão «retratadas todas as actividades e profissões que faziam e ainda fazem parte da vida e da história da Freguesia. Cabanelas é uma terra de tradições e reviver estes momentos é de extrema importância».

«Mantêm-se vivas as tradições o que faz com que Cabanelas tenha vida própria. Este evento é recordar isso mesmo. A vida da Freguesia antigamente e ainda hoje».

PUBLICIDADE

Desde o Moleiro ao “guarda-soleiro”, à vendedora de sardinhas de canasta na cabeça, à serração de madeiras, os mineiros, as lavadeiras, são alguns dos exemplos das actividades representadas nos carros decorados, que desfilaram ao longo da tarde mostrando um pouco do seu ofício às centenas de pessoas presentes no largo da Igreja de Cabanelas.

AGRIDOCE

A grande variedade dos produtos do campo, doces caseiros, a broa com sardinha e o vinho doce, aliados aos cerca de cinquenta stands de artesanato e às diversas actuações de música ao vivo e recriações de práticas ancestrais, foram alguns dos chamativos do evento, que o Presidente de Junta de Cabanelas, avalia como «excelente».

«A festa está a correr muito bem. Muita gente e muita participação. O facto desta feira não ter custos é algo fundamental para perceber o seu sucesso. Ela paga-se a ela própria. Acabamos por cobrir todas as despesas com a colaboração e o apoio de toda esta gente».

António Esquível afirmou ainda que «mais importante que a questão financeira é a afirmação da Freguesia no Concelho. Como Presidente de Junta fico extremamente satisfeito pela evolução que esta festa tem ao longo destes 12 anos».

Inserida na Rota das Colheitas, a Feira de Agricultura e Doçaria, Agridoce, é organizada pela Junta de Freguesia, pela Paróquia e por vários voluntários, que trabalham «com muita dedicação» para que o evento seja um sucesso.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS