REGIÃO -

REGIÃO - -

Covid-19. 95 condutores obrigados a regressar a casa em acção de fiscalização da GNR de Guimarães

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Destacamento da GNR de Guimarães realizou este domingo uma megaoperação de fiscalização e sensibilização de condutores e passageiros, no sentido de verificar o cumprimento dos deveres de recolhimento obrigatório e confinamento face à declaração de Estado de Emergência imposto devido à pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Guimarães Digital, 95 condutores tiveram de acatar a ordem de regresso a casa “por não terem justificação válida para circularem”.

Em declarações ao Grupo Santiago, o comandante daquele Destacamento, capitão Orlando Rodrigues, indicou que a acção resulta da “intensificação do patrulhamento para sensibilização do cumprimento dos deveres de recolhimento e isolamento, abstendo-se de deslocações desnecessárias, aumentando o perigo de propagação da Covid-19”.

PUBLICIDADE

Aquele grupo de media, conta que a operação se desenrolou em quatro zonas distintas, nas principais vias de acesso a Guimarães, decorrendo na rotunda de Silvares, junto à igreja paroquial, na EN101, na rotunda da vila de Ponte e na freguesia de Infantas, e também na EN 105, em Nespereira, na rotunda que dá acesso ao concelho de Vizela.

Orlando Rodrigues explicou que a abordagem feita foi feita aos condutores das viaturas, bem como aos restantes ocupantes dos veículos, num total de 1.096 pessoas abrangidas pela acção de sensibilização.

Os automobilistas receberam ordem para parar e os nossos militares perguntavam qual o motivo da viagem e o itinerário, no âmbito do estado de emergência. As pessoas não devem circular sem obedecerem aos motivos que estão previstos, têm de regressar a casa ou podem incorrer num crime de desobediência”, alertou, realçando que o Destacamento da GNR de Guimarães vai continuar empenhado na intensa actividade de sensibilização, vigilância e fiscalização junto da população”.

Será uma presença dissuasora”, comentou, ao indicar que as pessoas têm de permanecer em casa em “cumprimento rigoroso” das medidas impostas para que seja contido o contágio da Covid-19.

A partir da próxima quinta-feira, vão ser proibidas deslocações para fora do concelho de residência, uma medida que se prolonga até segunda-feira, em pleno fim-de-semana de Páscoa. “A GNR vai continuar atenta aos motivos das deslocações e presente nas principais vias de acesso”, sublinhou o Capitão Orlando Rodrigues.

As restrições à circulação aprovadas pelo Governo sobre a renovação do período de Estado de Emergência, para além de motivos profissionais, só é permitida a circulação para aquisição de bens e serviços, por motivos de saúde, a estações e postos de correio, para passear animais de companhia ou para a prática de actividade física de curta duração e apenas sozinho.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS