BRAGA

BRAGA -

Dispositivo Municipal de Vigilância apresentado em Braga para prevenção de fogos florestais

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Como forma de prevenção de incêndios florestais, decorreu esta quinta-feira, na Falperra, em Braga, a apresentação do Dispositivo Municipal de Vigilância e a Primeira Intervenção.

Com esta criação do Dispositivo Municipal de Vigilância, os objectivos associados à mesma passam por efectuar uma vigilância florestal com o intuito de detectar incêndios de forma precoce, possibilitando uma rápida intervenção», ao mesmo tempo que vai também «funcionar como meio dissuasor».

Este Dispositivo de Vigilância conta com um conjunto de 32 operacionais e 14 viaturas, sendo constituído por equipas da Protecção Civil Municipal, Polícia Municipal, GNR, PSP, RC6, Bombeiros Sapadores, Bombeiros Voluntários, Sapadores Florestais e Unidades Locais de Protecção Civil do Concelho.

PUBLICIDADE

No que diz respeito à primeira intervenção, o número de operacionais sobre para cerca de 65 e, para além desta dotação de meios, realizaram-se também acções de conservação dos caminhos florestais, o que correspondeu à beneficiação de cerca de 42 quilómetros de caminhos florestais, para um acesso mais eficaz à floresta dos meios de combate ao fogo.

Para além disso, procedeu-se também a beneficiação de pontos de água para abastecimento de meios aéreos, que garantiu a cobertura adequada de todo o concelho bracarense.

«Temos efectuado nos últimos anos um investimento considerável na dotação e manutenção de meios», começou por explicar Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, deixando, em seguida, uma garantia aos bracarenses

«Nunca teremos condições para dizer que estamos totalmente inumes a qualquer tipo de risco, mas podemos garantir aos Bracarenses que tudo estamos a fazer para, no limiar do controlável, estarmos o mais preparados possível para fazer face às circunstâncias que vamos enfrentar», reiterou.

Apesar disso, o edil bracarense lembrou que a prevenção dos fogos florestais é uma responsabilidade que se alarga a todos os cidadãos. «Este é um esforço colectivo e os cidadãos são os primeiros a poderem contribuir para o mesmo através da adopção de comportamentos responsáveis e vigilante».

Por fim, o Município de Braga disponibilizou também a utilização de bio trituradores para a eliminação de obrantes agrícolas, florestais e de jardinagem, como forma de combate ao número de incêndios provocados pelo descontrolo de queimas.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.