EPATV distinguida com “Selo Protetor”

EPATV distinguida com “Selo Protetor”

Quando a CPCJ de Vila Verde lança desafios às escolas e elas os agarram, a CPCJ regozija-se.

Quando uma escola é distinguida por boas práticas no âmbito da proteção das crianças e jovens, desenvolvidas de forma inovadora e que fomentam uma cultura de prevenção, a CPCJ regozija-se.

Quando uma escola trabalha neste patamar da prevenção e evita o aumento de sinalizações junto das CPCJ, e quando se empenha na garantia dos Direitos da Criança em todos os Contextos de Vida, a CPCJ regozija-se.

PUBLICIDADE

Quando uma escola se compromete no sentido de desenvolver e aprofundar respostas de grande qualidade nas áreas da segurança e bem-estar, na adoção de medidas para sinalizar e gerir situações de maus tratos, na promoção, por todas as formas, de um ambiente protetor para as crianças e os jovens, a CPCJ regozija-se.

Quando a nível nacional foram distinguidas 34 escolas e uma está em Vila Verde, a CPCJ regozija-se.

Quer pelas boas práticas quer pelos compromissos atrás referenciados, a EPATV foi distinguida e agraciada com o “Selo Protetor”, no passado dia 24 de outubro, no Auditório Municipal da Lousada, pela da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens. Foi pelas mãos da sua Presidente – Rosário Farmhouse – que a EPATV recebeu uma bandeira que ficará hasteada durante a vigência da certificação, ou seja, no período de 2 anos.

A CPCJ de Vila Verde irá relançar de novo o desafio a todos os agrupamentos de escolas e escola não agrupada do concelho, pois, conhecendo o trabalho positivo que já vai sendo desenvolvido na área da prevenção, na proteção e na melhoria de qualidade de vida dos alunos, acredita que serão potenciais entidades galardoadas.