AMBIENTE

AMBIENTE -

Este ano é de «maior risco» para fogos florestais, alerta Ministro do Ambiente em Caminha

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro, admitiu, esta sexta-feira, que este ano é de “maior risco” para a ocorrência de fogos florestais e apelou a “maiores cuidados”.

Falando em Caminha, à margem do encontro nacional de sapadores florestais, o governante afirmou que “é muito importante todo o país ter consciência dos riscos associados aos fenómenos climatéricos e este é um ano, pelas suas condições, de maior risco que se antecipa, que exige de todos maiores cuidados”.

Depois de ter sido divulgado que naquele distrito do Norte do país já ardeu nos primeiros meses de 2022 o mesmo que em todo o ano de 2021, Duarte Cordeiro disse que nesta é necessário “ter muito cuidado com as acções que acarretam riscos do ponto de vista de incêndio”-

PUBLICIDADE

“Não é visível, mas é importante valorizar o seu trabalho e o empenho do Governo em dar cada vez mais condições às equipas e mais meios para realizarem melhor o seu trabalho”, afirmou.

O governante respondia também assim ao apelo lançado momentos antes pelo presidente da Comissão Distrital de Protecção Civil e presidente do município caminhense, Miguel Alves, para a criação da carreira e estatuto dos Sapadores Florestais.

“É um trabalho que está a ser feito, quer ao nível do enquadramento profissional quer dos meios para o seu trabalho. É uma das várias questões que temos neste mandato. Não tenho nenhum calendário definido, mas tenho bem presente é um dos assuntos que nos interessa. Queremos equipas motivadas, com condições para desempenhar o melhor trabalho possível”, afirmou.

Duarte Cordeiro disse que as equipas de Sapadores criadas em 1999 são “um dos projectos mais bem-sucedidos da área governativa das florestas”, adiantando que, actualmente estão operacionais 411 com área de intervenção em 158 municípios.

“O Governo tenciona em 2022 lançar concurso para a constituição de mais equipas de sapadores”, disse, sublinhado que o investimento do Governo nestas brigadas “passou, em 2015, de 7,5 milhões de euros, para quase 17 milhões de euros em 2021, representando um crescimento de 55%”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.