VILA VERDE

VILA VERDE -

Europeias. Candidato do Bloco de Esquerda ao PE acusa Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde de «desigualdades»

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O eurodeputado e candidato do Bloco de Esquerda José Gusmão, reuniu em Vila Verde com trabalhadores da Misericórdia e afirmou que «a Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde não está a respeitar os direitos destas trabalhadoras e está a promover situações de desigualdade».

A reunião aconteceu no âmbito de uma visita ao distrito de Braga, enquadrada na campanha eleitoral às eleições de 9 de junho.

José Gusmão reuniu-se com trabalhadoras da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde. Estas profissionais estiveram em greve no dia 4 de maio, numa iniciativa promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Norte.

José Gusmão fala em «desigualdades», exemplificando que «há trabalhadores com a mesma categoria profissional e a mesma antiguidade que recebem menos 100€ mensais do que outras colegas nas mesmas condições».

Além destas práticas discriminatórias, foram também elencados outros problemas laborais: «Não está a ser acautelado nos horários o período necessário e imprescindível para passagens de turno e o descanso compensatório após horas extraordinárias não está a ser atribuído a nenhum trabalhador», clarifica José Gusmão acrescentando que «foi efetuada uma queixa à ACT sobre a imposição de turnos de doze horas», mas as trabalhadoras nada sabem quanto ao resultado da mesma.

O candidato do BE ao Parlamento Europeu manifesta, assim,  «solidariedade com a luta destas trabalhadoras e vamos continuar a acompanhar muito de perto esta situação», acrescentando que «é fundamental defender os direitos de quem trabalha e subir os salários».

ovilaverdense@gmal.com

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
3€ / mês

* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 36€ / ano.