VILA VERDE

VILA VERDE -

Fernando Silva (Chega) votou contra porque orçamento «não serve interesses da população»

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O vereador do Chega na Câmara de Vila Verde, Fernando Silva, votou contra a proposta de Orçamento Municipal e Grandes Opções do Plano por considerar que «não serve verdadeiramente os interesses da população, sobretudo das freguesias menos populosas».

«As promessas são sempre as mesmas e as concretizações, infelizmente, são poucas. Os orçamentos apresentam sempre muitas coisas, mas aquilo que se vê no terreno é bem diferente», criticou.

PUBLICIDADE

Fernando Silva considera que «falta uma aposta decisiva na recuperação das vias de comunicação, porque o que se tem feito são remendos em vésperas das eleições» e reclama a «necessidade de instalação de um parque empresarial a Norte, na zona da Ribeira do Neiva», para atrair mais investimento.

No que diz respeito à mobilidade, o vereador do Chega volta a lembrar a «urgência da construção da variante à EN 101, que é aquilo que tem realmente de ser feito e não a aposta em pequenas vias que pouco ajudarão a desviar o trânsito» e a melhorar a mobilidade na sede do concelho.

«Vila Verde precisa de uma verdadeira política de valorização do potencial turístico, nomeadamente com a construção das ecovias nas zonas do Vade, em Mixões da Serra e a concretização adiada da ecovia do Cávado-Homem», aponta.

Para Fernando Silva, o concelho de Vila Verde dispõe também de «muitas antigas escolas ao abandono», que, em sua opinião, «deveriam servir para a dinamização de colectividades ou mesmo para transformação em espaços de habitação social».

«O orçamento é pouco ambicioso e pouco ou nada acrescenta no que se refere à necessidade de fixação de jovens, sobretudo nas zonas menos populosas do concelho. São necessárias políticas de incentivo à natalidade e de criação de oportunidades, incluindo isenções e outras medidas que permitam a fixação dos jovens nas suas freguesias», rematou.

O Orçamento Municipal e as Grandes Opções do Plano foram aprovados esta segunda-feira, em reunião de Câmara, com os votos favoráveis da maioria PSD e a abstenção do Vereador do PS, António Esquível Gomes. O eleito do Chega, Fernando Silva, votou contra.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.