SAÚDE -

SAÚDE - -

Formações do Hospital de Braga certificadas pela Sociedade Europeia de Manuseio da Via Aérea

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

As formações ministradas pelo Hospital de Braga nas áreas de Via Aérea Difícil e em Suporte Básico de Vida foram reconhecidas e certificadas pela Sociedade Europeia de Manuseio da Via Aérea (EAMS) e pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), respectivamente.

A equipa de formação do Hospital de Braga conta actualmente com 8 formadores de via aérea difícil e 20 de suporte básico de vida, entre médicos e enfermeiros. No ano de 2018, o Hospital de Braga contabilizou mais de 16.600 horas de formação interna ministradas aos seus mais de 2800 colaboradores.

SOCIEDADE EUROPEIA DE MANUSEIO DE VIA AÉREA

PUBLICIDADE

A Sociedade Europeia de Manuseio da Via Aérea, entidade europeia direccionada para o ensino e investigação da abordagem da via aérea, reconheceu a qualidade e diferenciação da formação do Hospital de Braga. O reconhecimento traduziu-se na acreditação do curso de via aérea difícil do Hospital de Braga e dos seus formadores, tornando a unidade hospitalar na 1ª entidade em Portugal certificada pela Sociedade.

A formação encontra-se a funcionar desde 2012 no Hospital de Braga e é obrigatória para anestesiologistas e «fundamental para os profissionais da área de Cuidados Intensivos e Urgência».

FORMAÇÃO EM SUPORTE BÁSICO DE VIDA

O INEM também certificou a formação do Hospital de Braga em Suporte Básico de Vida Pediátrico, Adulto e com Desfibrilhação Automática Externa.

Em comunicado enviado, a Administradora Executiva do Hospital de Braga, Maria Barros, refere que «estas certificações são o reconhecimento da qualidade das formações prestadas pelo Hospital de Braga que, anualmente, dinamiza acções nas mais diversas áreas, com os objectivos de melhoria contínua na prestação de cuidados e aumento da eficácia e humanização na abordagem ao doente».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS